A Câmara Municipal de São Lourenço agora conta com a Procuradoria da Mulher, órgão que tem como objetivos garantir a participação feminina e contribuir para a maior efetividade das políticas públicas, ações e programas voltados à equidade de gênero. A medida, aprovada na sessão ordinária desta segunda-feira (16/05), foi proposta por meio do Projeto de Resolução 390/2022 pelo vereador João Ricardo Bolzoni Ilha, com apoio de Agnelo Sebastião Lima Silveira (DEM), João Bosco de Carvalho (CIDADANIA), Marcelo Ribeiro de Oliveira (PL), Rodrigo Martins de Carvalho (PSDB) e Waldinei Alves Ferreira (PSC).


Entre as funções da Procuradoria estão a promoção de ações educativas relacionadas ao enfrentamento da violência contra a mulher e a ampliação da rede de proteção, a criação de um espaço de discussão de políticas mais igualitárias e justas e o encorajamento à ocupação feminina dos espaços de poder.


“Sabemos que nossa democracia será mais forte quanto melhor for a representatividade nela refletida. Por isso, outro objetivo importante desta Procuradoria é ampliar a presença de mulheres na política e garantir que as vozes das poucas parlamentares hoje eleitas sejam ouvidas”, destacou João Ricardo.


O órgão será constituído por uma Procuradora da Mulher e uma Procuradora Adjunta, escolhidas pela bancada feminina, que atualmente é composta por Marisol Gomes (PSD) e Daniela Bacha (AVANTE). A eleição está prevista para a próxima reunião ordinária, marcada para o dia 30 de maio, às 20h. A vereadora Patrícia Lessa (PTB) está licenciada sem subsídio. O suplente é João Ricardo Bolzoni.


De acordo com a nova resolução, no caso de apenas uma vereadora ser eleita pela população (ou nenhuma) nos próximos pleitos, servidoras poderão ser designadas pelo presidente da Câmara Municipal de São Lourenço em exercício.


*Com informações da ASCOM/CMSL

SÃO LOURENÇO: CÂMARA MUNICIPAL CRIA PROCURADORIA DA MULHER


A Câmara Municipal de São Lourenço agora conta com a Procuradoria da Mulher, órgão que tem como objetivos garantir a participação feminina e contribuir para a maior efetividade das políticas públicas, ações e programas voltados à equidade de gênero. A medida, aprovada na sessão ordinária desta segunda-feira (16/05), foi proposta por meio do Projeto de Resolução 390/2022 pelo vereador João Ricardo Bolzoni Ilha, com apoio de Agnelo Sebastião Lima Silveira (DEM), João Bosco de Carvalho (CIDADANIA), Marcelo Ribeiro de Oliveira (PL), Rodrigo Martins de Carvalho (PSDB) e Waldinei Alves Ferreira (PSC).


Entre as funções da Procuradoria estão a promoção de ações educativas relacionadas ao enfrentamento da violência contra a mulher e a ampliação da rede de proteção, a criação de um espaço de discussão de políticas mais igualitárias e justas e o encorajamento à ocupação feminina dos espaços de poder.


“Sabemos que nossa democracia será mais forte quanto melhor for a representatividade nela refletida. Por isso, outro objetivo importante desta Procuradoria é ampliar a presença de mulheres na política e garantir que as vozes das poucas parlamentares hoje eleitas sejam ouvidas”, destacou João Ricardo.


O órgão será constituído por uma Procuradora da Mulher e uma Procuradora Adjunta, escolhidas pela bancada feminina, que atualmente é composta por Marisol Gomes (PSD) e Daniela Bacha (AVANTE). A eleição está prevista para a próxima reunião ordinária, marcada para o dia 30 de maio, às 20h. A vereadora Patrícia Lessa (PTB) está licenciada sem subsídio. O suplente é João Ricardo Bolzoni.


De acordo com a nova resolução, no caso de apenas uma vereadora ser eleita pela população (ou nenhuma) nos próximos pleitos, servidoras poderão ser designadas pelo presidente da Câmara Municipal de São Lourenço em exercício.


*Com informações da ASCOM/CMSL