CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO LOURENÇO REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2018 - O Popular.net


Os vereadores de São Lourenço reservaram a tarde desta quarta-feira para apresentar à população o projeto 2.836, que trata sobre o planejamento dos gastos do município no ano que vem. O evento foi coordenado por Abel Goulart Ferreira (PR), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa Legislativa. “O documento segue um rito comum e dessa vez não foi apresentada nenhuma novidade. Só nos chamou a atenção a parte em que OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) pediu um terreno para a Prefeitura de cerca de mil metros quadrados, perto da Ilha Antônio Dutra, para construir sua sede. Nós julgamos que o assunto não é de competência da Câmara e a questão será examinada pelo próprio Poder Executivo em outra oportunidade”, explicou.

Planejamento dos gastos públicos foram discutidos na câmara / Foto: ASCOM/CMSL


A Lei de Diretrizes Orçamentárias, mais conhecida como LDO, é elaborada pelo Poder Executivo e norteia os gastos do município pelo período de um ano, apontando para onde a verba pública será destinada. Mas antes de ser efetivamente aplicada pela Prefeitura, precisa da aprovação dos vereadores. O projeto atual prevê, entre outras coisas, a aquisição de veículos, a locação de imóveis, a contratação dos serviços de limpeza e urbana e a reforma e ampliação do prédio da Câmara Municipal.


O texto será votado no dia 10 de julho, na última sessão ordinária antes do recesso parlamentar. Até lá, os vereadores continuarão avaliando o documento e poderão apresentar emendas para modificá-lo. Até o momento, três foram entregues à Secretaria da Casa Legislativa, por Waldinei Alves Ferreira (PV), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB) e Helson de Jesus Salgado (PPS). Entre as solicitações, estão a abertura de creches nos bairros Nossa Senhora de Lourdes e Santa Mônica e a construção de um estádio na cidade, além de pistas de bicicross street e bocha. O valor do orçamento total disponível pelo município será entregue apenas em agosto.


Além do presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, estiveram presentes na audiência a Diretora Contábil da Prefeitura, Eliana Rodrigues, a Chefe de Secretaria da Casa Legislativa, Cristiane Junqueira, e os vereadores Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC), Ricardo Luiz Nogueira (PMDB), Isac Ribeiro (PRP), Ricardo de Mattos (PMN), Helson de Jesus Salgado (PPS), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB) e Evaldo José Ambrósio (PROS).

Com informações da CMSL

Publicidade

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO LOURENÇO REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS PARA 2018



Os vereadores de São Lourenço reservaram a tarde desta quarta-feira para apresentar à população o projeto 2.836, que trata sobre o planejamento dos gastos do município no ano que vem. O evento foi coordenado por Abel Goulart Ferreira (PR), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa Legislativa. “O documento segue um rito comum e dessa vez não foi apresentada nenhuma novidade. Só nos chamou a atenção a parte em que OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) pediu um terreno para a Prefeitura de cerca de mil metros quadrados, perto da Ilha Antônio Dutra, para construir sua sede. Nós julgamos que o assunto não é de competência da Câmara e a questão será examinada pelo próprio Poder Executivo em outra oportunidade”, explicou.

Planejamento dos gastos públicos foram discutidos na câmara / Foto: ASCOM/CMSL


A Lei de Diretrizes Orçamentárias, mais conhecida como LDO, é elaborada pelo Poder Executivo e norteia os gastos do município pelo período de um ano, apontando para onde a verba pública será destinada. Mas antes de ser efetivamente aplicada pela Prefeitura, precisa da aprovação dos vereadores. O projeto atual prevê, entre outras coisas, a aquisição de veículos, a locação de imóveis, a contratação dos serviços de limpeza e urbana e a reforma e ampliação do prédio da Câmara Municipal.


O texto será votado no dia 10 de julho, na última sessão ordinária antes do recesso parlamentar. Até lá, os vereadores continuarão avaliando o documento e poderão apresentar emendas para modificá-lo. Até o momento, três foram entregues à Secretaria da Casa Legislativa, por Waldinei Alves Ferreira (PV), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB) e Helson de Jesus Salgado (PPS). Entre as solicitações, estão a abertura de creches nos bairros Nossa Senhora de Lourdes e Santa Mônica e a construção de um estádio na cidade, além de pistas de bicicross street e bocha. O valor do orçamento total disponível pelo município será entregue apenas em agosto.


Além do presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, estiveram presentes na audiência a Diretora Contábil da Prefeitura, Eliana Rodrigues, a Chefe de Secretaria da Casa Legislativa, Cristiane Junqueira, e os vereadores Paulo Gilson Chopinho de Castro Ribeiro (PSC), Ricardo Luiz Nogueira (PMDB), Isac Ribeiro (PRP), Ricardo de Mattos (PMN), Helson de Jesus Salgado (PPS), Rodrigo Martins de Carvalho (PSB) e Evaldo José Ambrósio (PROS).

Com informações da CMSL

Publicidade