VEREADORES APROVAM CRIAÇÃO DA COORDENADORIA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO E DEFESA CIVIL - O Popular.net

O destaque da sessão desta segunda-feira foi a aprovação do projeto de lei que cria a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de São Lourenço. O texto entrou em pauta na semana passada e é de autoria da prefeita Célia Cavalcanti. 

De acordo com o Poder Executivo, a pasta terá como finalidade propor e dar cumprimento a ações de enfrentamento e gerenciamento de desastres, como enchentes, por exemplo, o que será feito por meio da elaboração de Planos de Contingência, com a articulação dos órgãos envolvidos na resposta e mobilização da comunidade em risco. Segundo a Prefeitura, o projeto faz as atualizações necessárias da Lei Municipal 1.320, de 23/05/1984, que criou a Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec), e, assim, vai se adequar às normas estabelecidas pelo Governo Federal. Também foi aprovado, por unanimidade, o projeto do vereador Paulo Gilson Chopinho (PSC) que transfere o Dia do Evangélico de 1º de abril para 31 de outubro. 

De acordo com ele, como a comemoração agora não será mais no aniversário de São Lourenço, os fiéis poderão aproveitar melhor essa data. Dois requerimentos ainda foram aprovados e serão enviados à Prefeitura. Um deles é do vereador Evaldo Ambrósio (PROS), que solicita esclarecimentos sobre os reajustes no transporte público municipal. O texto pede para que o Poder Executivo forneça, de forma detalhada, a taxa aplicada nos índices de aumento nos anos de 2013, 2014 e 2015, e também os decretos autorizativos e planilhas apresentadas pela empresa que detém a concessão na cidade. O outro requerimento é de autoria de Helson Salgado (PPS) e o questionamento é sobre a remoção de automóveis, carcaças, chassis ou quaisquer outras partes de carros abandonados em locais públicos. “A razão dessa indagação vem de encontro ao grande número de sucatas de veículos em nossas ruas, o que gera acúmulo de mosquitos e animais peçonhentos, que podem causar doenças à população”, ressaltou o vereador em um trecho do documento.

Com informações da Câmara Municipal de São Lourenço


VEREADORES APROVAM CRIAÇÃO DA COORDENADORIA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO E DEFESA CIVIL


O destaque da sessão desta segunda-feira foi a aprovação do projeto de lei que cria a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de São Lourenço. O texto entrou em pauta na semana passada e é de autoria da prefeita Célia Cavalcanti. 

De acordo com o Poder Executivo, a pasta terá como finalidade propor e dar cumprimento a ações de enfrentamento e gerenciamento de desastres, como enchentes, por exemplo, o que será feito por meio da elaboração de Planos de Contingência, com a articulação dos órgãos envolvidos na resposta e mobilização da comunidade em risco. Segundo a Prefeitura, o projeto faz as atualizações necessárias da Lei Municipal 1.320, de 23/05/1984, que criou a Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec), e, assim, vai se adequar às normas estabelecidas pelo Governo Federal. Também foi aprovado, por unanimidade, o projeto do vereador Paulo Gilson Chopinho (PSC) que transfere o Dia do Evangélico de 1º de abril para 31 de outubro. 

De acordo com ele, como a comemoração agora não será mais no aniversário de São Lourenço, os fiéis poderão aproveitar melhor essa data. Dois requerimentos ainda foram aprovados e serão enviados à Prefeitura. Um deles é do vereador Evaldo Ambrósio (PROS), que solicita esclarecimentos sobre os reajustes no transporte público municipal. O texto pede para que o Poder Executivo forneça, de forma detalhada, a taxa aplicada nos índices de aumento nos anos de 2013, 2014 e 2015, e também os decretos autorizativos e planilhas apresentadas pela empresa que detém a concessão na cidade. O outro requerimento é de autoria de Helson Salgado (PPS) e o questionamento é sobre a remoção de automóveis, carcaças, chassis ou quaisquer outras partes de carros abandonados em locais públicos. “A razão dessa indagação vem de encontro ao grande número de sucatas de veículos em nossas ruas, o que gera acúmulo de mosquitos e animais peçonhentos, que podem causar doenças à população”, ressaltou o vereador em um trecho do documento.

Com informações da Câmara Municipal de São Lourenço