SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DE SÃO LOURENÇO FAZEM PROTESTO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA - O Popular.net

Servidores da educação estadual, que declaram estar em greve na última terça feira (14/03) e servidores da educação municipal, fizeram hoje uma manifestação, seguida de uma caminhada pacífica, no início da tarde desta quarta feira (15/03), que contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas segundo os organizadores.

Com bom humor e de forma pacífica protesto chamou atenção contra PEC287 / Fotos: Rogério Brasil
Passeata seguiu pelas ruas do centro da cidade / Fotos: Rogério Brasil
Juntando-se ao grande movimento nacional, que neste dia, paralisou diversos órgãos públicos em todo território nacional, contra a PEC 287, (Reforma da Previdência) um projeto que segundo o movimento é extremamente severo, que retarda o acesso à aposentadoria e deve lesar diretamente milhões de contribuintes, se tornando um verdadeiro arrocho na vida do trabalhador brasileiro. "As pessoas já estão começando a entender a gravidade desse projeto, por isso a importância de expor e alertar a todos contra esse assassinato aos direitos trabalhistas" afirmou um dos manifestantes e concluiu: "A outra que estar por vir, a reforma trabalhista, terá um impacto ainda maior: Afeta a organização econômica de toda a sociedade brasileira". Finalizou.

Os manifestantes se concentraram na Praça João Lage (Praça Brasil) e partiram em passeata pelas ruas do centro da estância hidromineral, munidos de apitos, cartazes e palavras de ordem contra a reforma da previdência, passando pela AV. Comendador Costa, rua Melo Viana, Dom Pedro II e Getúlio Vargas, em seguida, retornaram a praça, onde fizeram discursos e em seguida se dispersaram.

SL Trans e PM acompanharam de perto os manifestantes / Fotos: Rogério Brasil
Todo trajeto da manifestação foi acompanhado de perto pelo SL Trans, que desviou o trânsito para a segurança dos manifestantes e pela Polícia Militar, que também prestou apoio durante a passeata. 

Em tempo, os servidores da educação estadual, não informaram o retorno das atividades escolares e nem o fim da greve.

Maiores informações a qualquer momento, durante as atualizações do Popular.net

Da Redação do Popular.net

Publicidade

SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DE SÃO LOURENÇO FAZEM PROTESTO CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA


Servidores da educação estadual, que declaram estar em greve na última terça feira (14/03) e servidores da educação municipal, fizeram hoje uma manifestação, seguida de uma caminhada pacífica, no início da tarde desta quarta feira (15/03), que contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas segundo os organizadores.

Com bom humor e de forma pacífica protesto chamou atenção contra PEC287 / Fotos: Rogério Brasil
Passeata seguiu pelas ruas do centro da cidade / Fotos: Rogério Brasil
Juntando-se ao grande movimento nacional, que neste dia, paralisou diversos órgãos públicos em todo território nacional, contra a PEC 287, (Reforma da Previdência) um projeto que segundo o movimento é extremamente severo, que retarda o acesso à aposentadoria e deve lesar diretamente milhões de contribuintes, se tornando um verdadeiro arrocho na vida do trabalhador brasileiro. "As pessoas já estão começando a entender a gravidade desse projeto, por isso a importância de expor e alertar a todos contra esse assassinato aos direitos trabalhistas" afirmou um dos manifestantes e concluiu: "A outra que estar por vir, a reforma trabalhista, terá um impacto ainda maior: Afeta a organização econômica de toda a sociedade brasileira". Finalizou.

Os manifestantes se concentraram na Praça João Lage (Praça Brasil) e partiram em passeata pelas ruas do centro da estância hidromineral, munidos de apitos, cartazes e palavras de ordem contra a reforma da previdência, passando pela AV. Comendador Costa, rua Melo Viana, Dom Pedro II e Getúlio Vargas, em seguida, retornaram a praça, onde fizeram discursos e em seguida se dispersaram.

SL Trans e PM acompanharam de perto os manifestantes / Fotos: Rogério Brasil
Todo trajeto da manifestação foi acompanhado de perto pelo SL Trans, que desviou o trânsito para a segurança dos manifestantes e pela Polícia Militar, que também prestou apoio durante a passeata. 

Em tempo, os servidores da educação estadual, não informaram o retorno das atividades escolares e nem o fim da greve.

Maiores informações a qualquer momento, durante as atualizações do Popular.net

Da Redação do Popular.net

Publicidade