PESCADOR RECEBE VOZ DE PRISÃO POR PESCAR COM CANIÇO EM ÉPOCA DE PIRACEMA - O Popular.net

No último final de semana, a Polícia Militar de Meio Ambiente, durante patrulhamento aquático pela margem do Rio Verde, na cidade de São Lourenço-MG, flagrou quando um homem de 27 anos, serviços gerais, praticava atos de pesca com uso de caniço simples em período de Piracema.

O período da Piracema que começou em novembro do ano passado, se estende até o dia 28 de fevereiro de 2017. Nesta época do ano os peixes nadam contra a correnteza, em busca de locais adequados para a desova e reprodução. O fenômeno é essencial para a continuidade da preservação da diversidade de peixes e para manutenção da vida nos rios.

Neste período fica liberada apenas a utilização de varas de molinete por pescadores amadores. O uso de redes, armadilhas, tarrafas e caniço é proibido e quem for pego nessas condições pode ter o material apreendido e responderá a processo que pode levar a um ano de detenção.

Logo após ser abordado, o autor recebeu voz de prisão em flagrante delito sendo lavrado auto de infração no SISEMA, com multa e apreensão do caniço. O autor deverá comparecer à Delegacia de Polícia Civil posteriormente para prestar esclarecimentos. 

Assessoria de Comunicação Organizacional da 17ª Cia PM Ind MAT 
Paz no Trânsito, Natureza Viva!


Publicidade

PESCADOR RECEBE VOZ DE PRISÃO POR PESCAR COM CANIÇO EM ÉPOCA DE PIRACEMA


No último final de semana, a Polícia Militar de Meio Ambiente, durante patrulhamento aquático pela margem do Rio Verde, na cidade de São Lourenço-MG, flagrou quando um homem de 27 anos, serviços gerais, praticava atos de pesca com uso de caniço simples em período de Piracema.

O período da Piracema que começou em novembro do ano passado, se estende até o dia 28 de fevereiro de 2017. Nesta época do ano os peixes nadam contra a correnteza, em busca de locais adequados para a desova e reprodução. O fenômeno é essencial para a continuidade da preservação da diversidade de peixes e para manutenção da vida nos rios.

Neste período fica liberada apenas a utilização de varas de molinete por pescadores amadores. O uso de redes, armadilhas, tarrafas e caniço é proibido e quem for pego nessas condições pode ter o material apreendido e responderá a processo que pode levar a um ano de detenção.

Logo após ser abordado, o autor recebeu voz de prisão em flagrante delito sendo lavrado auto de infração no SISEMA, com multa e apreensão do caniço. O autor deverá comparecer à Delegacia de Polícia Civil posteriormente para prestar esclarecimentos. 

Assessoria de Comunicação Organizacional da 17ª Cia PM Ind MAT 
Paz no Trânsito, Natureza Viva!


Publicidade